botao de busca



VOLTAR


<<< Anterior      Próxima >>>


Escolha o tamanho da fonte - A - A
18/Dezembro/2020

Dá para manter a pele saudável no verão?

Claro que dá! Com os cuidados que a dermatologista Vanessa Mussupapo da Comunidade de Saúde da Alice compartilha aqui, dá para manter a pele saudável não só no verão, mas o ano inteiro


Com a chegada do verão, a maior exposição do corpo ao sol e aumento na produção de suor a pele pede mais atenção. Mas você sabe como identificar se sua pele está saudável? Ou se mesmo dentro de casa, os cuidados nessa estação devem aumentar? A dermatologista Vanessa Mussupapo, da Comunidade de Saúde da Alice, responde a essas e outras dúvidas e ainda dá aquelas dicas que todo mundo quer saber sobre como manter a pele saudável. E se quiser perguntar sobre outras questões, é só baixar o app Alice e usar o Alice Agora que você terá enfermeiras(os) e médicas(os) do Time de Saúde Alice prontos para te responder.

Quais sinais a pele apresenta quando não está saudável?

São vários. Por exemplo: quando a pele fica opaca, os poros dilatam e ela perde o brilho e quando notamos o surgimento de acne, manchas e dermatite seborreica.

Quando é adequado começar uma rotina de cuidados?

A rotina de cuidados deve começar na infância (nada de esperar a vida adulta), com a orientação sobre o uso diário do filtro solar e, a partir da adolescência, com produtos específicos para cada tipo de pele, começando pelo sabonete, passando para o hidratante (que todo mundo deve usar, até mesmo quem tem pele oleosa), seguindo para o protetor solar. Pode-se acrescentar mais produtos à essa rotina, como ácidos e antioxidantes, mas sempre prescritos por um dermatologista, afinal cada pele tem suas particularidades.

É preciso cuidar da pele mesmo dentro de casa?

Sim, sempre. Apesar de não estarmos expostos à poluição e à radiação solar intensa, a nossa pele precisa de cuidados. Para quem não sabe, a luz que entra da janela de casa, mesmo com o vidro fechado, num dia nublado, emite raios ultravioleta A, que causa o envelhecimento da pele . Além disso, a luz emitida por celulares e computadores pode manchar a pele.Para os cuidados dentro de casa, devemos seguir a rotina de limpeza, hidratação e proteção diárias.

Qual impacto as telas de celular e computador têm sobre a pele?

A luz emitida pelos computadores e celulares podem manchar, pois a fração da luz visível que é emitida por esses aparelhos é a luz azul (no prisma de cores corresponde aos tons de violeta, azul e azul anil) que é a fração mais energética. O efeito cumulativo dessa exposição pode levar ao aparecimento de manchas ou agravar as já existentes.


É preciso usar protetor solar dentro de casa? Se sim, qual o fator de proteção solar ideal?

Sim, devemos utilizar pelo menos uma vez ao dia, por causa das luzes que entram pela janela e pelas luzes emitidas pelos aparelhos. O mínimo do FPS deve ser 30.

É possível ter câncer de pele mesmo sem tomar sol com frequência? Quais os principais cuidados que devemos ter visando a prevenção? E visando o envelhecimento saudável da pele?

Sim, é possível. 90% dos casos de câncer de pele são causados pelo acúmulo de exposição solar durante a vida. 80% da radiação solar que um indivíduo recebe na vida, ele recebe até os 18 anos, ou seja, se você teve queimaduras solares na infância e adolescência o reflexo disso será um provável câncer de pele no futuro. O efeito da exposição solar intensa é cumulativo. As radiações causam alteração no DNA das células e provocam o aparecimento do Câncer de pele. Hoje em dia temos visto cada vez mais pessoas abaixo de 35 anos já com câncer de pele. Por isso, a prevenção deve começar na infância. Assim como a prevenção ao envelhecimento. Essa também começa na infância e 50% da prevenção vem da fotoproteção. O principal causador do envelhecimento da pele é o UVA, que ultrapassa o vidro e as nuvens, por esse motivo devemos utilizar protetor solar até em dias nublados e com chuva.

5 dicas da Vanessa para ter uma pele saudável sempre!
  • Use protetor solar diariamente – faça disso um hábito, como escovar os dentes.
  • Observe suas pintas – faça o autoexame da pele. Se notar qualquer modificação ou aparecimento de pintas diferentes procure seu dermatologista. Ajude seus familiares e peça ajuda para olhar áreas difíceis, como as costas, por exemplo. Não esqueça nunca do couro cabeludo! Sempre que for ao cabeleireiro, peça para ele te avisar caso encontre uma pinta ou lesão estranha.
  • Se exponha ao Sol, mas não se queime. Evite horário das 9 às 15h, quando a radiação UVB é mais intensa, levando à um maior risco de queimaduras solares.
  • Inicie o hábito de fotoproteção desde a infância, oriente seus filhos, netos, sobrinhos.
  • Utilize produtos específicos para seu tipo de pele. Não pegue a receita da vizinha! O que é bom para ela pode não funcionar ou até prejudicar sua pele.

  • Quem é Vanessa Mussupapo?
    Dermatologista da Comunidade de Saúde de Alice, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, é especialista em câncer de pele, cirurgia micrográfica de Mohs, cosmiatria, tricologia, cirurgia dermatológica e dermatologia clínica.


    Fonte: SOKO - Crafting Connections




    COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS
    • Digg
    • del.icio.us
    • DZone
    • blogmarks
    • StumbleUpon
    • Facebook
    • Tumblr
    • TwitThis
    • Print
    • email
    • Live
    • Yahoo! Bookmarks

    Comente esta notícia


    Ver mais notícias rss




    © 2009-2021 Guias Web - Todos os Direitos Reservados - Normas de Uso - Política de Privacidade