botao de busca



VOLTAR


<<< Anterior      Próxima >>>


Escolha o tamanho da fonte - A - A
13/Setembro/2018

Vespa: A história de um ícone italiano

Um ícone intemporal que percorreu a história da Itália e que em parte escreveu a sua fantasia, do cinema à televisão, um mito que tem meio século de duração e que ainda hoje representa o “Made in Italy” no mundo é a Vespa


Vespa: A história de um ícone italiano

Modelo 1943_1944-Mu-paperino123 – Museu Piaggio di Pontedera


Contexto histórico-social

Com suas linhas suaves e essenciais e sua funcionalidade perfeita, é o resultado de uma revolução tecnológica que literalmente mudou o conceito de mobilidade em meados do século passado. Nasceu da reunião de dois grandes homens, Enrico Piaggio, empresário qualificado e Corradino D'Ascanio, brilhante designer. Tornou-se a scooter mais difundida no mundo. Sua história é a de um ícone italiano que corre paralelo à história do país desde o período pós-guerra até hoje.

Nasce a ''Vespa''

Na primavera de 1946, um pequeno e extravagante veículo de duas rodas foi apresentado. Um veículo prático e econômico, projetado especialmente para freelancers e mulheres, que podem finalmente andar de moto com uma saia e sem lama e óleo.

Inicialmente foi chamado de Pato Donald, mas Enrico Piaggio, vendo isso, disse: ''Parece uma vespa. E a Vespa será: 80 mil liras para um sonho de liberdade a 60 quilômetros por hora''.

A marca desde a sua criação na produção estava muito atenta à comunicação do produto. O primeiro cartaz publicitário, em 1946, retrata uma mulher andando de patinete; é uma mulher trabalhadora. É definitivamente uma mensagem antecipatória, num país onde as mulheres acabaram de votar pela primeira vez.

Mas é o cinema que decreta seu sucesso definitivo. A Vespa se torna em poucos anos o símbolo da Itália do pós-guerra e aparece em muitos filmes e cartões postais da Itália. Em particular, o filme 'Roman Holiday', de William Wyler, estrelado por Audrey Hepburn e Gregory Peck, que cruza a capital em uma Vespa branca inesquecível, em 1953, se transforma em um verdadeiro spot publicitário para o fabricante. Nenhum turista está imune à possibilidade de alugar mesmo que apenas por um dia os míticos duas rodas para mergulhar no charme da Cidade Eterna ou pelas inesquecíveis Costa Amalfitana e costas da Sicília. Para os amantes e simpatizantes é possível participar de encontros desportivos com direito a Vespa, especialmente durante o verão, e então conhecer estradas secundárias e cenários variados.

Para os muitos fãs que estão no coração da Toscana, norte-ocidental, perto de Pisa e não muito longe de Florença, o Museu Piaggio di Pontedera é uma experiência inesquecivel.


Fonte: Valle da Mídia Comunicação




COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS
  • Digg
  • del.icio.us
  • DZone
  • blogmarks
  • StumbleUpon
  • Facebook
  • Tumblr
  • TwitThis
  • Print
  • email
  • Live
  • Yahoo! Bookmarks

Comente esta notícia


Ver mais notícias rss




© 2009-2018 Guias Web - Todos os Direitos Reservados - Normas de Uso - Política de Privacidade